terça-feira, 20 de outubro de 2009

Parlamentares do PV estão entre os melhores do Congresso Nacional

Os deputados Edson Duarte (PV-BA), Sarney Filho (PV-MA) e Fernando Gabeira (PV-RJ) e a senadora Marina Silva (PV-AC) estão entre os finalistas do Prêmio Congresso em Foco 2009, segundo a indicação de 176 jornalistas especializados na cobertura do Congresso Nacional, que apontaram os parlamentares que melhor desempenham seu mandato neste ano.

Os jornalistas citaram os parlamentares que mais se destacaram na áreas de defesa da educação; do meio ambiente; promoção da justiça e combate à corrupção, além do prêmio geral ao parlamentar que melhor representa a população no Congresso.

Realizado pelo site Congresso em Foco e pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal, o prêmio está em sua quarta edição. Foram indicados 27 deputados federais e 11 senadores, dentre os quais, o vencedor será escolhido pelos internautas, que poderão votar em seu indicado até o dia 19 de novembro.

Para votar, acesse o site: www.congressoemfoco .com.br .
(informe do companheiro Guida, por e-mail)

8 comentários:

Anônimo disse...

O diretório municipal do PV de Campos deveria se estruturar internamente para renovar alguns quadros e participar mais ativamente da política de nossa cidade. O diretório municipal de Campos deve aproveitar a chamada "onda verde", criada pelo ótimo desempenho de Gabeira na última eleição no Rio e a entrada da senadora Marina Silva, e levantar o partida na cidade.

Anônimo disse...

É hora de lançar alguém para deputado estadual e federal aqui da cidade!

Anônimo disse...

Li alguns dias que Andral era o novo presidente do diretório do PV na cidade. Porque ele não opina mais sobre a nossa política, até para se destacar como uma oposição ao grupo de Garotinho.

Joca Muylaert disse...

Caro Anônimo das 11:53,

O Andral tem seu blog próprio e, cada um seus pontos de vista e modo de atuar. Tenho certeza que como bom democrata êle ficaria feliz ao te responder.

www.fmanha.com.br/blogs/andral/
Abçs

Anônimo disse...

Sr. Joca Muylaert,
Inicialmente, gostaria de dizer que apresento este questionamento como forma de debater, democraticamente, o PV, partido que tanto simpatizo.
Tudo bem que o Andral Tavares tenha seu próprio blog, mas não me referi especificamente (e somente) a ele, mas à todo o partido. Fiz este questionamento aqui neste blog, pois é aqui que encontro mais informações sobre o PV. Apenas mencionei o nome dele porque entendi que como presidente do partido, exercia alguma liderança, portanto, ele poderia falar pelo partido.
Mas, se não é assim que acontece, peço desculpas, e com todo respeito, dirijo-me ao senhor, para saber porque o PV não faz uma oposição mais crítica a este governo Rosinha, e mais, porque não participa mais dos debates sobre os rumos de nossa cidade.
Forte Abraço,
Gabriel da Silva (estudante da UENF).

Joca Muylaert disse...

Caro Gabriel,

Primeiramente gostaria que entendesse o cuidado que precisamos ter na condução de um simples veículo como é um blog. Percebo agora não ser o seu caso, porém o anonimato na maioria das vezes nos dá, primeiramente, a impressão do fuxico ou, pior, do fogo amigo. A vaidade e a intriga existem e muitas vezes não as percebemos nos nossos círculos. Por isso a cautela e a tentativa de te responder de uma forma até mesmo tangencial foi a mais elegante que encontrei. Dito isto...
O seu questionamento tem sido o motivo e motivação para muito trabalho interno. Com a minha saída da presidência local para coordenar a região norte (não geopoliticamente, mas num mapeamento próprio do PV), reconheço que o partido tem se reestruturado e se preparado de uma maneira diferente para o embate sim. Recebemos um bom número de novos companheiros que têm se debruçado em traçar linhas, metas e estratégias para darmos uma boa arrancada. Por outro lado, também percebo um partido pouco (ou bastante) distante do dia-a-dia da vida da nossa cidade. O que não ocorre apenas em Campos e nem que seja exclusividade do PV. Mas é claro que entendo também que o PV seja uma organização da qual se espera mais. Ele próprio cria essas expectativas pela atualidade e forma com que defende suas propostas para os mais diferentes setores.
O PV de Campos sobrevive de nós mesmos. Tudo é muito caro. Qualquer campanha que requeira 50.000 panfletos é extremamente difícil... (não para os partidos que fazem do erário suas fontes de sustentação). Mas como disse estamos nos reorganizando em todos os sentidos, inclusive nas parcerias com a iniciativa privada para doações de materiais deste tipo, por exemplo.
A meta agora é a fundação de núcleos distritais e setoriais. Assim iremos de uma forma “sustentável” difundindo o nosso programa e aglutinando as incontáveis pessoas que, infelizmente, querem ombrear na luta mas não sabem como chegar, fato percebido rotineiramente por onde passamos.
Diria que estamos como quem atua nas ciências agrícolas, que olha para um campo fértil, porém abandonado, e vislumbra a plantação viçosa e rica. Ou aquela bela matriz sem cobertura.
Abraços e, creia, valeu a “provocação”.

Anônimo disse...

Sem luta a vitória nunca q chega. Tá na hora! Vamos nos mexer de verdade. muitos campistas desejam uma enovação política em nossa cidade, mas não encontram um rumo confiável. isso é constatado nas eleições quando um grande número de votos são invalidados voluntariamente (nulo ou branco consciente) ou são dados a cndidatos que prometem mudanças, mas são suprimidos por uma propaganda desleal provocada por alianças partidárias.
Tá na hora de mostrar para eles (eleitores indecisos) que "a união faz a força". com o voto bem dircionado podemos cortar este grande mal que nos sufoca pela raiz. tenho certeza que em 2010 muito poderá ser feito. conte com a gente!
Estou sempre com vc e há anos aguardo seu convite para ingressar no partido, o que até hoje não aconteceu.
Com esse escrúpulo vcs não vão longe. Sejam mais 'normais'scr

Rosângela disse...

Vi Andralzinho em criança.........