segunda-feira, 30 de abril de 2012

Baton na cueca



VETA DILMA, 1/5, NO RIO



Veta Dilma é uma manifestação pelo veto ao novo Código Florestal, que acontecerá no dia 1º de maio, na Orla de Ipanema, no Rio de Janeiro.
Concentração em frente ao posto 9, às 11h, partindo às 12h para o Arpoador onde haverá o grande grito “Veta Dilma”, quando passaremos um abaixo assinado para enviar ao Gabinete da Presidente da República.

sábado, 28 de abril de 2012

Campanha Veta Dilma! ganha força nas ruas e redes sociais. Faça a sua parte


Veta Dilma!
Selo da campanha Veta Dilma!
A resposta à votação na Câmara, realizada na noite passada, que aprovou o Código Florestal de acordo com o que exigiam os ruralistas, em flagrante desacordo com o sentimento público da maioria dos brasileiros, ganha força na campanha Veta Dilma!, que ganha cada vez mais espaços públicos seja nas manifestações previstas para este fim de semana, seja nas redes sociais. Ambientalistas e entidades de mobilização da sociedade civil apoiam a campanha contra a manobra de fazendeiros e empresários ligados ao agronegócio e, na última sexta-feira, comemorado como o Dia da Terra, foi também lançada o “Dia Nacional do Veta, Dilma!”.
O resultado da votação na Câmara “condena o Brasil ao atraso na gestão de suas riquezas naturais, ganha força a mobilização nacional contra o texto forjado por setores atrasados do agronegócio e da política”, afirma, em nota, a seção brasileira da organização não governamental (ONG) World Wildlife Foundation (WWF-Brasil). Na capital federal, um novo balão da WWF-Brasil tem ilustrado as manifestações.
O projeto de lei aprovado nesta quarta-feira, “consolida desmatamentos em áreas sensíveis e estratégicas, como margens de rios e topos de morro, anistia desmatadores, abre espaço para mais derrubada de florestas nativas e para a especulação fundiária e reforça uma cultura de impunidade, de desrespeito à legislação e desvalorização do patrimônio natural”, acrescenta a WWF
A questão é maior do que apenas uma questão nacional e “pode colocar em xeque o cumprimento pelo país de metas assumidas internacionalmente ligadas à conservação da biodiversidade e mudanças climáticas, por exemplo. O mundo inteiro está atento a como o Brasil vai tratar o futuro de suas florestas e se conseguirá manter sua liderança global em desenvolvimento sustentável, conquistada nas últimas décadas”, ressalta a instituição.
Os reflexos de uma desastrosa aprovação a toque de caixa da reforma do Código Florestal, sem debate real com a sociedade, pode ter reflexos negativos na Rio+20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável que acontece em junho, no Rio, onde 100 chefes de Estado estão confirmados para discursar na plenária principal, conforme o Itamaraty.
Ainda no início, campanha “Veta, Dilma!” já repercute em todo o Brasil e no exterior. Vários países demonstraram seu apoio, como Alemanha, Colômbia, Canadá, Espanha, México, Portugal, Suíça, Estados Unidos e Inglaterra. “Todavia, o parlamento não ouve a Ciência, não ouve os juristas e deu às costas para a sociedade. A presidente Dilma Rousseff precisa ouvir o clamor dos brasileiros”, acrescenta a ONG.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Pesquisa analisa transformações no espaço urbano de Campos



Pesquisa que analisa as recentes transformações na configuração do espaço urbano de Campos será apresentada em 29/05, durante a defesa de dissertação de mestrado da aluna Raquel Callegario Zacchi, do Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais da UENF. Orientada pela professora Teresa de Jesus Peixoto Faria, a pesquisa intitula-se ”Expansão urbana e mudanças de uso do solo. O papel dos proprietários fundiários e do estado no processo de conversão de terras rurais em urbanas e na produção das desigualdades socioespaciais“.
A defesa será às 14h, na sala 114 B do Centro de Ciências do Homem (CCH) da UENF. A Banca Examinadora será composta, além da orientadora, pelos professores Rodrigo da Costa Cetano, Denise Cunha Tavares Terra e Marcos Antônio Silvestre Gomes.
E nesta sexta, 27/04, o mestrando Filipe Correia Duarte, do Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais da UENF, defende sua dissertação, intitulada  ”A expansão da monocultura de eucalipto no Noroeste Fluminense e seu potencial para a geração de conflitos socioambientais“, nesta sexta, 27/04, às 14h, na sala 114 B do CCH. A Banca Examinadora será formada pelos professores Marcos Antônio Pedlowski (orientador), Paulo César Scarim, Rodrigo da Costa Caetano e Marcelo Trindade do Nascimento.
uenf/ascom

Deputada Estadual Aspásia Camargo é escolhida para representar os verdes como pré-candidata para prefeita do Rio.



Mobilizar os cariocas para despoluir a política do Rio e juntos buscar soluções para os problemas da cidade. Com este objetivo o Partido Verde do Rio organizou na terça-feira, 24/04, reunião ampliada da executiva municipal para debater sua posição nas próximas eleições. O encontro, realizado na sede estadual do partido, definiu a deputada estadual Aspásia Camargo como pré-candidata a prefeito do município. O ambientalista Rogério Rocco que também pleiteava a indicação abriu mão da disputada em favor do comprometimento partidário com uma atuação política claramente vinculada ao campo da oposição.

Na reunião, coordenada pelo presidente do PV Rio, José Augusto Silveira, estiveram presentes os membros da executiva do PV Rio, além de representantes de núcleos regionais cariocas e de ação temática, como os grupos de juventude, mulheres e ecologia social. Durante o encontro a pré-candidata apresentou suas propostas para a cidade, uma avaliação da administração municipal em vigor.

O ex-deputado federal Fernando Gabeira - na eleição de 2008, ele perdeu no segundo turno para Paes por menos de 50 mil votos – disse que a realização da Rio +20, em junho, pesou na decisão do PV de manter uma candidatura própria.  Aspásia também reafirmou a importância da repercussão internacional de candidatura verde. “A realização da Rio +20 foi uma provocação para nós lançarmos a candidatura própria”, defendeu a deputada estadual.  Aspásia  anunciou que vai levar a idéia de sustentabilidade e economia verde para a campanha eleitoral.

A deputada estadual Aspásia Camargo (PV-RJ) é professora da UERJ e pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas.  Aspásia tem larga experiência executiva no setor público e exerceu cargos importantes. Foi Secretária Geral do Ministério do Meio Ambiente, Presidente do IPEA, Secretária Estadual de Cultura. Em 2002 foi candidata a governadora do Estado do Rio de Janeiro. Em 2004 elegeu-se pela primeira vez vereadora da cidade do Rio de Janeiro. Foi reeleita em 2008 com ampla votação como reconhecimento de seu trabalho. E em 2010 elegeu-se deputada estadual. Tem atuado com muita presença nas reuniões preparativas da RIO+20, e ajudou a formatar o texto final do Global Greens 2012 com as propostas sobre Economia Verde para o encontro.

Veta, Dilma!


 

Agenda

Agenda da Presidenta

Agenda da senhora Presidenta da República, Dilma Rousseff - 26/04/2012

25/04/2012 às 20h55

Brasão da República
Presidência da República

AGENDA DA SENHORA PRESIDENTA DA REPÚBLICA

Quinta-feira
26 de abril de 2012


09h       - Partida para o Rio de Janeiro (RJ) .                Base Aérea de Brasília (DF)
10h20   - Chegada ao Rio de Janeiro .                Aeroporto Santos Dumont 
11h        - Cerimônia de comemoração de 1 milhão e meio de beneficiados 
.                 pelo Plano Brasil sem Miséria por meio da integração dos 
.                 programas Renda Melhor, Cartão Família Carioca e Bolsa         
.                 Família 

.                 Palácio Guanabara
14h20   - Partida para Campos dos Goytacazes (RJ).                Aeroporto Santos Dumont 
15h15   - Apresentação sobre o Complexo Industrial do Superporto de 
.                 Açu

.                Centro de Visitantes do Superporto de Açu, São João da Barra .                (RJ)
16h30   - Cerimônia de celebração do início da produção de petróleo da 
.                OGX 

.                Complexo Industrial do Superporto de Açu, São João da Barra 
18h        - Partida para Brasília 
.                Aeroporto de Campos dos Goytacazes 
19h20   - Chegada a Brasília
.                Base Aérea de Brasília 

Veta, Dilma!


terça-feira, 24 de abril de 2012

Segura esta pemba

VOTAÇÃO do CÓDIGO FLORESTAL AO VIVO



A TV do PV no endereço: www.tvdopv.com.br  fará a transmissão on line da votação do Código Florestal nos dias 24 e 25  de abril. 

A transmissão será feita direto do Plenário e do Salão Verde na Câmara dos Deputados.

A intenção também é entrar ao vivo entrevistando os deputados da Bancada Verde e aliados com a finalidade de esclarecer os internautas que estarão assistindo pela TV do PV o que estará ocorrendo durante o momento da votação, suas consequências e a posição dos Verdes em relação ao projeto do Novo Código Florestal.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Código Florestal deixa de ter regras para margem de rios



Apresentado nesta quinta-feira (19), o substitutivo do deputado Paulo Piau (PMDB-MG) ao novo Código Florestal (PL 1876/99) elimina a definição das faixas de áreas de preservação permanente (APPs) com atividades produtivas a serem recuperadas para todos os tamanhos de rios. Tanto o texto aprovado na Câmara quanto no Senado estipulam que, para cursos d’água com até 10 metros de largura, os produtores rurais devem recompor 15 metros de vegetação nativa.
Alegando limitações regimentais, Paulo Piau afirmou que a definição das faixas a serem recompostas será prevista em medida provisória ou projeto de lei posterior. "Como o regimento não permite alterar as faixas, a única alternativa foi retirá-las para, em um instrumento legislativo posterior, acertarmos uma faixa mínima, a máxima e as intermediárias, beneficiando o pequeno produtor e obviamente fazendo com que o grande produtor cumpra aquilo que veio do Senado."
Piau destacou, no entanto, que aprovar o Código Florestal sem esses limites, não significa que as áreas ficarão sem proteção. “As faixas serão estipuladas por um técnico do Sisnama [Sistema Nacional de Meio Ambiente] até que seja aprovado o novo instrumento legislativo. Se não tiver faixa nenhuma vai ter proteção na beira dos rios de qualquer jeito."
De acordo com Piau, não é possível definir parâmetros únicos para todo o Brasil a partir de Brasília. “Cada bioma deve ser tratado de maneira específica de acordo com as necessidades locais”, sustentou. Piau defende faixas distintas para as pequenas e grandes propriedades. Na opinião do relator, essas definições poderiam expulsar do campo pequenos e médios produtores.
Rios maiores
O substitutivo do Senado também previa que para os rios com leitos superiores a 10 metros a faixa de mata ciliar a ser recomposta deveria ter entre 30 e 100 metros de largura. O texto já aprovado na Câmara remete essa definição para os planos de regulamentação ambiental, a serem definidos pelos governos federal e estaduais.
Votação
Na entrevista coletiva em que explicou sua proposta, embora não tenha apresentado o texto, o relator garantiu mais uma vez que a votação começa na próxima terça-feira (24). No entanto, ele admite que o texto não é consensual e não conta com o apoio do Planalto. “O governo continua na mesma posição de dizer que seu projeto é o aprovado no Senado”, afirma.
Crédito agrícola 
Dois dispositivos retirados do texto do Senado atendem aos ruralistas. O primeiro dividia os produtores rurais em categorias para receber incentivos; o segundo impedia o recebimento de crédito agrícola por produtores rurais que não promovessem a regularização ambiental em cinco anos.
O deputado explicou que o programa de regularização vai começar efetivamente três anos após a publicação da lei, devido aos prazos que os governos terão para instituir os programas. “Nossa experiência com o governo não é boa, muita vezes ele não cumpre os prazos e o produtor poderia ser penalizado injustamente”, argumentou.
Outras alterações
Piau fez 21 alterações no texto vindo do Senado, sete delas de mérito. Como já havia anunciado anteriormente, o relator também suprimiu do projeto a definição de APPs nas cidades, incluídas pelo Senado. Pelo texto da Casa revisora, as áreas de expansão urbana deveriam prever 20 metros quadrados de vegetação por habitante. “Isso iria encarecer os terrenos, principalmente para os programas sociais”, justificou Piau. Regras de proteção para plantas em extinção também ficaram de fora.
O relator afirmou ainda que suprimiu da proposta o capítulo do Senado relativo ao uso de salgados e apicuns (biomas costeiros). Deste capítulo, ele manteve apenas os parágrafos relativos à regularização de atividades produtivas iniciadas até 22 de julho de 2008 e à ampliação da ocupação nesses biomas. Para esse caso, as regras deverão estar previstas no zoneamento ecológico-econômico (ZEE) realizado pelos estados.
De acordo com o Regimento do Congresso, na atual fase do processo legislativo, o relator pode apenas optar pela redação da Câmara ou do Senado. Artigos ou trechos aprovados pelas duas casas, em princípio, não podem ser alterados, nem suprimidos.
Jornal do Brasil

domingo, 22 de abril de 2012

Marcha contra a corrupção reúne jovens na Esplanada dos Ministérios



Corrupção
Os protestos são organizados, principalmente, pelas redes sociais












Um público formado principalmente por jovens se reuniu neste sábado sob um sol forte de outono na capital d país para protestar contra a corrupção. Cerca de 1,5 mil pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal, marcharam na Esplanada dos Ministérios vestindo roupas pretas e carregando faixas e cartazes que pediam o fim dos desvios de verbas públicas. A marcha foi reforçada pelo público que participa das comemorações dos 52 anos de Brasília.
Foi a terceira edição da marcha organizada pelo Movimento Brasil Contra aCorrupção (MBCC). Os protestos são organizados, principalmente, pelas redes sociais. Segundo um dos organizadores, Rodrigo Montezuma, estão previstas mobilizações semelhantes à de Brasília em cerca de 40 cidades. As principais bandeiras desta edição da marcha são o fim do voto secreto nas votações do Congresso e celeridade no julgamento do escândalo do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Entre os cartazes, havia muitos que pediam a saída do governado do Distro Federal, Agnelo Queiroz, citado nas investigações da Polícia Federal que levaram á prisão o empresário goiano Carlinhos Cachoeira, suspeito de comandar um esquema de jogos ilegais.
Segundo Montezuma, o MBCC é um movimento apartidário e não tem relação com nenhum grupo político específico. “Todos os dias nós temos notícia de corrupção, no café da manhã, no almoço e no jantar. Os homens públicos que deveriam zelar pelos recurso estão pilhando o dinheiro do cntribuinte”.
A estudante Júlia Freitas, de 15 anos, participou da marcha pela primeira vez e já avisa: vai engrossar os próximos protestos. “O que me motivou a vir foi a revolta. Tem gente que mora na rua e não tem o que comer enquanto outros estão desfilando por aí de carrão, se dando bem com o nosso dinheiro”.
O servidor público Júlio Proença trouxe as três filhas, de 9, 15 e 17 anos, para participar da marcha. Ele acredita que as meninas precisam se conscientizar da importância do problema que é a corrupção. “A minha geração abandonou isso pelo movimento político da época [contra a ditadura militar]. Acho que as crianças têm que ter essa consciência políticas que foi deixada de lado pelo brasileiro”.
A próxima marcha contra a corrupção já tem data marcada: 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil.
Correio do Brasil

sábado, 21 de abril de 2012

Bebê anencéfalo não tem sensações conscientes






















Toda a polêmica em torno da descriminalização do aborto de anencéfalos — aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na última semana — enseja uma pergunta: afinal, o feto com anencefalia pode sentir dor? Em outras palavras  o aborto pode trazer algum tipo de sofrimento para ele? Para o professor Arthur Giraldi Guimarães, do Laboratório de Biologia Celular e Tecidual da UENF (LBCT), especialista em neurobiologia, a resposta é não.


Leia mais em http://uenfciencia.blogspot.com.br/2012/04/bebe-anencefalo-nao-tem-sensacoes.html

sexta-feira, 20 de abril de 2012

URGENTE!!! Pai da nossa Aucilene necessita de SANGUE.




Como alguns sabem - em função do meu quase 'diário bom dia' -  meu pai teve um mal-estar súbito esta semana e, após socorro e exames cardíacos, constatou-se a  necessidade, urgente, de implantação de válvula aórtica (a natural desgastou), sob risco de óbito repentino após qualquer esforço.

Ficou hospitalizado por uns dias desta semana para exames e avaliações para a cirurgia que está marcada para dia 30/04/12, no Hospital Álvaro Alvim. Esta, por ser uma cirurgia de risco, só é realizada após o hemocentro confirmar o estoque de sangue para qualquer possível emergência.

Assim sendo, passo para solicitar a caridade da doação. Se você possui  - ou conhece alguém que possua - tipo/fator RH sanguineo A positivo (preferencialmente, pois é idêntico ao dele) ou O positivo e queira doar, por favor, procure o Hemocentro de Campos (Hospital Ferreira Machado - entrada portão pela Rua Rocha Leão) entre os dias 28 e 30 (sexta a domingo) e diga que deseja doar sangue para ANTÔNIO FRANCISCO DE SOUZA, internado no HOSPITAL ÁLVARO ALVIM para uma cirurgia cardíaca.

Os que puderem ajudar, repassando a solicitação e/ou com pensamento positivo e desejo de que tudo corra bem: a ajuda será extremamente bem vinda.

Ficaremos, todos da família, imensamente gratos a cada um de vocês.

Obrigada!
Beijo meu.
Aucilene Freitas



AMPLIANDO A SOLICITAÇÃO!

Sexta-feira, 20 de Abril de 2012 14:44




Independente do pedido de doação de sangue para o meu pai, gostaria de ampliar o pedido: se você está apt@, DOE SANGUE, NÃO IMPORTA SE DIRECIONADO A ALGUÉM OU NÃO... NÃO IMPORTA SUA TIPAGEM SANGUÍNEA OU FATOR RH.

Fiquei impressionada ao conversar com a Fabiana, colega AS do Hemocentro, sobre as dificuldades em se manter o estoque com o mínimo necessário. Principalmente quando se está às vésperas de feriados - quando aumenta o índice de acidentes de trânsito e outras ocorrências. Eles estão trabalhando dentro de limite tão mínimo, que estão priorizando as emergências em detrimento das cirurgias que, mesmo urgentes, podem esperar um pouco.

Antigamente as doações de sangue eram 'direcionadas para pacientes A, B ou C'. Hoje, não mais. Se você doa, este material vai para o banco de sangue do Hemocentro e vai atender àquele que de imediato precisar.

Então, pense: pode ser eu, você, um alguém querido de nós entre as demais pessoas anônimas que necessitarão de nossa doação para não correr risco de morte.

DOE. INCENTIVE OS QUE CONHECEM A DOAR.

O hemocentro funciona de domingo a domingo.

abraço! :D
 

Chamamento para III Marcha Nacional Contra a Corrupção em Campos


Por Nilza Franco

Prezados(as) colegas, todos sabemos oque é cidadania, mas, raras são as oportunidades para a exercitamos com plenitude. Apesar das críticas, que mais servem para justificar a inércia, a Marcha Contra a Corrupção é um ato apartidário, ou seja, não tem rosto, a não ser a de toda população. Basta afirmar que corrupção Tb não tem partido, não é oposição, nem governo, não é branco, nem preto e daí vai,pois, corrupção é algo que existe independente de ideologia, raça, credo ou nacionalidade, é um mal incrustado no comportamento humano e como tal precisa ser exorcizado. Por fim aqui vai o convite para que todos e todas possam participar deste ato de cidadania, neste dia 21 de Abril, às 10h, na Praça São Salvador

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Rally Campos-Quissamã: um risco às vidas!!!

É páreo duro com a transamazônica!!!

É só dar um passeio até Quissamã para se ter a noção exata do que é cuidado e desleixo.
Na ida pegue a BR 101 e vá por Dores de Macabu. Volte pelo Açu/Farol.
Se estivermos com os olhos vendados, não teremos dificuldade em saber quando estamos em solo campista ou quissamaense.
É um absurdo a qualidade das estradas dentro do município de Campos. Há décadas é o mesmo descaso! Um verdadeiro rally. Curvas não mais toleráveis em tempos atuais. Poeira, costeletas e crateras. Uma ponte que.. PTP. Animais na pista era a festa!
É controlar pião na unha!