domingo, 6 de junho de 2010

Ao Douglas, com carinho... e muito respeito!!!!!

Ontem, ao falar numa reunião informal com companheiros do Partido Verde, pedi licença para inicialmente ler o belíssimo, reflexivo, provocativo e - o que até então não sabia - triste e emocionante texto/desabafo/convocação do velho Douglas da Matta: "Gabinete de Crise!". Seguidamente, li sua outra postagem, "Fase otimista", no intuito de passar o estado de espírito em que vivem os campistas de bem, que querem algo melhor para Campos do que o que aí está instalado.
Confessei aos companheiros a falta de respeito, da minha parte, por até então não ter escrito nada em relação ao primeiro. E mais ainda: a vergonha que estava tendo de mim mesmo. É verdade, sentei-me mais de três vezes na tentativa de fazer. Mas os dedos não conseguiam juntar letras que pudessem expressar o meu íntimo. Não sabia se me via dentro daquelas palavras do Douglas; se me julgava um estreito em ter a mente unicamente voltada para a minha agremiação política, como um simples torcedor de futebol que só pensa em ampliar o número de estrelas ao redor do escudo, diferentemente de entender que o momento atual exige o que está no primeiro texto lido: "É chegada a hora de romper todo nosso imobilismo, superar diferenças e juntar em uma frente ampla...".
Não sei o efeito que o texto causou nas centenas de campistas que, com certeza, o leram. Para mim, repito, não há dúvida de que é uma das mais puras e desafiadoras convocações que recebemos em todo o trajeto já percorrido na militância política desde os tempos de jovem.
Vamos, sim, respeitar com a profundidade e seriedade que merece o espírito do "Grito de Guerra" que o Douglas brada.

Ao Blogueiro que, como personagem ou com nome e sobrenome, tanto fez pelo debate necessário na Rede Blog e na Vida, minhas desculpas pela demora da resposta.

Aos demais amigos da Rede e leitores, uma tarefa: Vamos marcar um grande encontro para que o Douglas possa nos falar de forma mais aprofundada sobre o que podemos todos fazer. Afinal, daqui, de trás da máquina, tudo fica mais fácil. Vamos sim nos unir! Por que, como diz o velho ditado:

"Ou nos unimos, ou nos destruirão!"

Um abraço, Douglas e, se estiver com o Xacal, dê-lhe outro em meu nome.
Todos por Campos!

5 comentários:

Anônimo disse...

Joca, belo texto. Estamos juntos, onde marcar, lá estarei.

Joca Muylaert disse...

Que pena que vc está anônimo, é hora de mostrarmos as nossas caras, embora entenda a situação de muitos amigos que precisam se ocultar, embora molas mestras do impulso pelo qual Campos passará.
Grato.

Di Donato: disse...

Meu grande amigo e companheiro Joca.
Não foram poucas as vezes que guerreamos juntos.
Mais uma vez, esse velho e eterno paraquedista político se coloca a seu lado.
Avante, Verdes, Vermelhos, Pretos
Ou seja lá a cor que queiram vestir.

Branca disse...

Só não vale "cor vadia"!Já passou da hora...vamos marcar um encontro ara discutir tal movimento...estou dentro!

Cerimonial DKabraL disse...

Faço coro para tal encontro. É só marcar que estarei lá também.